Oi Pessoal!

Fizemos um vídeo mostrando na prática como é possível criar um cluster de Swarm e gerenciar seus serviços com ele, veja também como você pode portar sua stack do Docker Compose para dentro do cluster via o Docker Stack. Veja:

Este é apenas um vídeo de lab, lembramos que você deve se ater a alguns outros pontos nesse ambiente antes de colocar em produção, OK? 😉

Contamos com a ajuda de vocês para divulgação do blog, grande abraço!

Entusiasta Open Source, seu principal foco é ir atrás de ideias novas e torna-las realidade através de soluções simples e eficientes, o menos é mais, e o dividir é multiplicar.
  • Vinicius de Sá Souza

    Mesmo já existindo a rede “ingress” do tipo “overlay” é necessário criar uma nova?

  • Oi @[email protected]:disqus Necessário não, na verdade a criação de uma nova rede para o seu serviço lhe ajuda no isolamento total do trafego destinado a este serviço, mas caso você tenha apenas um serviço ou todos eles precisam se comunicar, não é necessária uma rede overlay para eles.

  • Eduardo

    Amigo por favor me ajude 🙂

    Criei um serviço em Swarm com 5 réplicas. O serviço é um ngnix.. o problema agora é.. eu acesso via docker exec qualquer um das partes do serviço: (Ex. ngninx.1..,ngninx.2…) alteor algo no site e 1 minuto depois ele volta como se eu não tivesse alterado nada no site.. isso quando mostra que alterei algo..

    Como faço para mexer no meu site enquanto o ngninx como serviço em swarm?

    Obg!

  • Oi Eduardo,
    Desculpa a demora na resposta 🙂
    Essa é uma dificuldade comum para quem quer colocar uma aplicação statefull em container. Você precisa que os dados importante estejam em um volume ou diretório mapeado (mas isso faz com que suas replicas estejam atreladas a um único host) ou ainda pode utilizar alguma solução de disco replicado para conseguir mapear o mesmo diretório para todos os hosts e containers.