Kubernete parte III

Olá pessoal,

 

Depois de algum tempo sem falar sobre Kubernetes hoje vamos mostrar como podemos criar um ambiente altamente disponível de servidores web.

Conforme comentado nos posts anteriores, podemos criar um service Web e dentro desse service eu posso ter milhões de containers, onde o Kubernetes fará toda a parte de Balanceamento de carga com o que chamamos de Replication Controller.

Vamos criar então o Replication Controller:

 

vim web-rc.yml

apiVersion: v1
kind: ReplicationController 
metadata:
 name: web-controller
spec:
 replicas: 2
 selector:
   name: nginx
 template:
   metadata:
     labels:
       name: nginx
   spec:
     containers:
       - name: nginx
         image: nginx
         ports:
           - containerPort: 80

kind: É o tipo de objeto que o Kubernetes ira criar, nesse caso ele vai criar

Replicas: Quantos pods dessa imagem sempre deve existir, caso exista um número menor que o indicado, o Kubernetes irá criar outros pods até chegar ao número determinado em replicas.

 

Para criar o Replication Controller execute:

kubectl create -f web-rc.yml

 

Você poderá ver RC criado com o comando:

kubectl get replicationcontrollers

 

Agora vamos criar o Service que é aquele que faz com que o usuário consiga criar a aplicação:

 

vim web-service.yml

kind: Service
apiVersion: v1
metadata:
  name: web-service
spec:
  selector:
    name: nginx
  ports:
    - protocol: TCP
      port: 80
      targetPort: 80
kubectl create -f web-service.yml

Feito isso você pode executar o comando abaixo e verá que existe 2 pods de Nginx rodand:

kubectl get pods

Com tudo isso pronto você pode pegar e testar executando um curl no ip do seu servidor, no meu caso estou executando a partir do minion1, então vou acessar o minion2 e executar:

curl -qa http://seuip

E a página inicial do nginx será mostrada, você pode pegar e parar um pod e notará que o Kubernetes irá criar outro, pois no Replication Controller colocamos como 2 replicas.

Então tá pessoal por hoje era só, continue ligado em nosso canal e em breve estaremos fazendo um vídeo mostrando mais sobre o Kubernetes.

Kubernetes parte II

Olá pessoal,

Hoje vamos continuar a demonstração de como podemos utilizar Kubernetes para nos auxiliar na administração de containers. Para conseguirmos realizar todos os procedimento vamos criar uma estrutura com quatro servidores:

  • Node – Master   (CentOS7)
  • Node – Minion1 (CentOS7)
  • Node – Minion2 (CentOS7)
  • Node – Minion3 (CentOS7)

 

Agora vamos instalar alguns componentes em nosso servidor Master.

//Instalando o Kubernetes e o etcd (Serviço de descoberta)
yum install kubernetes etcd -y

// Vamos editar o conf do etcd para liberarmos as portas de acesso a esse serviço. Você vai ver que o arquivo de // conf possui diversas linhas comentadas, vamos tirar o comentário apenas dessas linhas:
vi /etc/etcd/etcd.conf
ETCD_NAME=default
ETCD_DATA_DIR="/var/lib/etcd/default.etcd"
ETCD_LISTEN_CLIENT_URLS="http://0.0.0.0:2379"
ETCD_ADVERTISE_CLIENT_URLS="http://localhost:2379"

//Agora vamos fazer a configuração da API do Kubernetes
vi /etc/kubernetes/apiserver
KUBE_API_ADDRESS="--address=0.0.0.0"
KUBE_API_PORT="--port=8080"
KUBELET_PORT="--kubelet_port=10250"
KUBE_ETCD_SERVERS="--etcd_servers=http://127.0.0.1:2379"
KUBE_SERVICE_ADDRESSES="--service-cluster-ip-range=10.254.0.0/16"
KUBE_ADMISSION_CONTROL="--admission_control=NamespaceLifecycle,NamespaceExists,LimitRanger,SecurityContextDeny,ResourceQuota"
KUBE_API_ARGS=""

//Depois de mexer nos conf da API do Kubernetes e do etcd, vamos dar um start neles agora

 systemctl restart etcd
 systemctl restart kube-apiserver
 systemctl restart kube-controller-manager
 systemctl kube-scheduler

etcdctl mk /atomic.io/network/config '{"Network":"172.17.0.0/16"}'






Agora nos servidores Minions vamos executar os seguintes comandos:

yum -y install flannel kubernetes

//Vamos editar o conf do flannel agora em /etc/sysconfig/flanneld
FLANNEL_ETCD="http://IPMASTER:2379"

//Editando o conf do Kubernetes para conectar na API do master. /etc/kubernetes/config
KUBE_MASTER="--master=http://IPMASTER:8080"

//Agora vamos editar o conf do serviço de cada minion, então em cada servidor você vai colocar o seu respectivo IP. /etc/kubernetes/kubelet
KUBELET_ADDRESS="--address=0.0.0.0"
KUBELET_PORT="--port=10250"
KUBELET_HOSTNAME="--hostname_override=IPMINION"
KUBELET_API_SERVER="--api_servers=http://IPMASTER:8080"
KUBELET_ARGS=""


systemctl restart kube-proxy 
systemctl restart kubelet
systemctl restart docker 
systemctl restart flanneld



Agora no server Master é só executar:

//Você receberá o status de nossos nó
kubectl get nodes

Por hoje era isso pessoal, em nosso próximo post vamos demonstrar como podemos criar aplicações altamente disponíveis dentro do nosso Kubernetes.

Espero ter ajudado, e já sabe, tendo dúvida entre em contato conosco ou deixe sua dúvida no fórum que o pessoal pode te ajudar :), quer nos ajudar? Divulgue o mundodocker.com.br e vamos conversando.

Abraço!

Referência: http://severalnines.com/blog/installing-kubernetes-cluster-minions-centos7-manage-pods-services
Aguarde...

Inscreva-se em nossa newsletter

E fique por dentro das novidades.