Serviços Windows em Docker

Oi Pessoal,

Já vimos em alguns posts, por exemplo este, este e este, como é possível ter seu ambiente Windows em Docker, ou Docker para Windows. Pois bem, a intenção hoje é nos aprofundarmos mais em como é possível portar um ambiente já existente para dentro de containers no Windows, ou seja, veremos como migrar sua aplicação .net que atualmente está em uma máquina virtual para um container, isso de forma bem simples e rápida.

 

Do início

Antes de tudo, precisamos nos situarmos sobre o uso de algumas ferramentas, e aqui entra a parte fundamental desse processo, que é entender como funciona o Image2Docker, para quem não o conhece, este é um módulo do powershell que possibilita a criação de arquivo(s) Dockerfile(s) a partir de um VHD, VHDx ou ainda uma imagem WIM. Você não precisa estar com a máquina virtual ligada para realizar esse processo, o Image2Docker inspeciona o disco offline coletando informações sobre o que você tem instalado ali, e claro, ele serve apenas para ambiente Windows, então ele já possui uma tabela pré-determinada de aplicações que devem ser verificadas.

Após finalizado o scan, ele monta um Dockerfile baseado na imagem do Windows Server Core (microsoft/windowsservercore), é claro que ele não portará tudo de seu ambiente, por exemplo, se você tem instalado uma base MySQL na VM Windows que escaneou, essa instalação não será portada para o Dockerfile, e consequentemente terá que ser portada manualmente depois. Aqui está uma lista de softwares/aplicações que o Image2Docker busca, e que são suportados por ele:

  • IIS e aplicações ASP.NET
  • MSMQ
  • DNS
  • DHCP
  • Apache
  • SQL Server

Ou Seja, se dentro de seu VHD você possuir algum desses softwares instalados, o Image2Docker gerará o Dockerfile baseado nisso.

image2docker

 

Instalação

Há duas formas de instalação, Você pode instalar o módulo nativo do Image2Docker, o processo é simples:

Install-Module Image2Docker
Import-Module Image2Docker

Neste caso, se você não tiver todas as dependências instaladas, ele fará essa instalação de forma automática (caso você aprove é claro).
Outro método é você utilizar a última versão diretamente do repositório, neste caso você terá que instalar algumas coisas antes, como por exemplo:

Install-PackageProvider -Name NuGet -MinimumVersion 2.8.5.201
Install-Module -Name Pester,PSScriptAnalyzer,PowerShellGet

Feito isso, basta agora realizar o download do módulo e importa-lo:

mkdir docker
cd docker
git clone https://github.com/sixeyed/communitytools-image2docker-win.git
cd communitytools-image2docker-win
Import-Module .\Image2Docker.psm1

É muito importante ressaltar que ele foi desenvolvido para rodar em versões superiores a 5.0 do Poweshell, então se atende a esse detalhe.

 

Convertendo

Vamos começar as poucos, digamos que você tenha uma máquina virtual com IIS instalado com algumas aplicações e quer porta-la para container Docker, é possível? Sim, o Image2Docker suporta VMs em Windows 2016, 2012, 2008 e 2003, independente da tecnologia utilizada, seja ela ASP.NET WebForms, ASP.NET MVC, ASP.NET WebApi.

Para você rodar Image2Docker, precisará informar alguns parâmetros, dentre eles:

  • ImagePath – Localização do VHD, VHDx ou WIM
  • Artifact – Que tipo de serviço você quer portar para um Dockerfile, deve ser um dos itens da listagem acima.
  • ArtifactParam – Parametro que deve ser utilizado apenas se o artefato for IIS, pois é possível especificar apenas um site a ser portado.
  • OutputPath – Localização de onde você salvará o Dockerfile

Chega de papo, vamos ao trabalho, para converter uma VM com IIS e todos os seus sites para um único Dockerfile, basta executar:

ConvertTo-Dockerfile -ImagePath C:\VMS\win-2016-iis.vhd -Artifact IIS -Verbose -OutputPath c:\docker\iis

A saída desse comando deve ser algo como isso aqui:

VERBOSE: IIS service is present on the system
VERBOSE: ASP.NET is present on the system
VERBOSE: Finished discovering IIS artifact
VERBOSE: Generating Dockerfile based on discovered artifacts in
:C:\Users\mundodocker\AppData\Local\Temp\287653115-6dbb-40e8-b88a-c0142922d954-mount
VERBOSE: Generating result for IIS component
VERBOSE: Copying IIS configuration files
VERBOSE: Writing instruction to install IIS
VERBOSE: Writing instruction to install ASP.NET
VERBOSE: Copying website files from
C:\Users\mundodocker\AppData\Local\Temp\287653115-6dbb-40e8-b88a-c0142922d954-mount\websites\aspnet-mvc to
C:\docker\iis
VERBOSE: Writing instruction to copy files for aspnet-mvc site
VERBOSE: Writing instruction to create site aspnet-mvc
VERBOSE: Writing instruction to expose port for site aspnet-mvc

Ao final da execução do comando, ele gerará um Dockerfile dentro da pasta c:\docker\iis com o seguinte conteúdo:

# Instalar a feature do IIS
RUN Add-WindowsFeature Web-server, NET-Framework-45-ASPNET, Web-Asp-Net45
RUN Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName IIS-ApplicationDevelopment,IIS-ASPNET45,IIS-BasicAuthentication...

# Adicionar o site mvc no IIS
COPY aspnet-mvc /websites/aspnet-mvc
RUN New-Website -Name 'aspnet-mvc' -PhysicalPath "C:\websites\aspnet-mvc" -Port 8081 -Force
EXPOSE 8081

# Adicionar o site webapi no IIS
COPY aspnet-webapi /websites/aspnet-webapi
RUN New-Website -Name 'aspnet-webapi' -PhysicalPath "C:\websites\aspnet-webapi" -Port 8082 -Force
EXPOSE 8082

Lembrando, no exemplo acima nós portamos todos os sites do IIS para um único Dockerfile, é possível especificar apenas um site, para isso:

ConvertTo-Dockerfile -ImagePath C:\VMS\win-2016-iis.vhd -Artifact IIS -ArtifactParam aspnet-webforms -Verbose -OutputPath c:\docker\iis

Dessa forma, apenas o site chamado: aspnet-webforms será portado para um Dockerfile.

 

Converti, e agora?

Tendo gerado o Dockerfile, basta você seguir o fluxo normal de criação de imagem Docker, por exemplo:

docker build -t mundodocker/site-webforms .

Dessa forma você criará uma imagem chamada: mundodocker/site-webforms e poderá utiliza-la da mesma forma como as demais, apenas lembrando que essa imagem fará a criação do site e copiará os arquivos do site que havia na VM para dentro do container, vamos rodar:

docker run -d -p 8080:8083 mundodocker/site-webforms

Basta agora, você acessar o endereço de sua aplicação, para isso você terá que saber o ip do container criado, então execute:

docker inspect --format '{{ .NetworkSettings.Networks.nat.IPAddress }}' ID_DO_CONTAINER

Agora sim, basta acessar o ip que esse comando retornará, na porta 8080, algo assim: http://172.28.192.4:8080 e você poderá visualizar a aplicação que você tinha em um VM, agora dentro de um container 🙂

 

Dica final

Imagine que você tenha diversos sites dentro do mesmo IIS, e queira portar cada um para um container diferente, qual seria o método normal? Rodar o comando N vezes até ter todos portados, certo? Pois bem, você pode automatizar isso, criar um script em powershell que faça essa “mágica” sem muito esforço. O script pode ser parecido como este:

$sites = @("aspnet-mvc", "aspnet-webapi", "aspnet-webforms", "static")
foreach ($site in $sites) { 
    ConvertTo-Dockerfile -ImagePath C:\VMS\win-2016-iis.vhd -Artifact IIS -ArtifactParam $site -Verbose -OutputPath "c:\docker\$website" -Force
    cd "c:\docker\$site"
    docker build -t "mundodocker/$site" .
}

Dessa forma ele gerará tanto o Dockerfile para cada site assim como as imagens para cada um.

 

Gostaram? Ficaram com dúvidas? Deixe nos comentários ou no nosso fórum, que tanto nós quanto nossos leitores poderão ajudar. E como sempre, ajude divulgando o blog.

Grande abraço!

Entusiasta Open Source, seu principal foco é ir atrás de ideias novas e torna-las realidade através de soluções simples e eficientes, o menos é mais, e o dividir é multiplicar.

Docker no Windows 10

Oi pessoal!

Hoje o intuito é mostrar para vocês como instalar e utilizar o Docker for Windows no Windows 10 com apenas alguns cliques, com a ajuda do nosso amigo da Umbler, o Leo, estamos disponibilizando um vídeo com o passo-a-passo que deve ser seguido. Antes veja alguns requisitos que você precisa atender:

  1. Você deve ter o suporte a virtualização habilitado em seu computador;
  2. Seu Windows deve ser 64bits versão 1607 e build: 14393.0;
  3. Você deve habilitar o recurso do hyper-v;
  4. Baixe o Docker for Windows pelo link.

Basta você habilitar na Bios de seu computador o recurso de virtualização, para isso será necessário reiniciar seu computador. Em seguida habilite o recurso do hyper-v através do adicionar recursos do Windows (Painel de controle – programas – recursos do Windows). Execute o arquivo que você baixou lá do site do Docker e siga as instruções que aparecerem, logo em seguida aparecerá para você uma mensagem no canto inferior direito informando que o Docker está sendo iniciado, aguarde até a mensagem sair e pronto, o Docker estará instalado e configurado em seu computador.

Se você desejar, pode alterar as configurações dele pelo ícone que estará nos Ícones ocultos, por lá é possível parar e iniciar o serviço do Docker, assim como modificar o registry default, alterar configurações de rede, compartilhamento de volume, dentre outras opções.

Para usar é muito simples, abra o cmd e execute os comandos do Docker Cli, como se você estivesse em um terminal linux: docker ps -a, docker images, docker run xxx e assim por diante, note que a versão que ele instalará já é a 1.12 rc4, como você já viu nesse post, ela trás uma séria de melhorias e novas features, então bom divertimento :).

Esperamos que tenham gostado, e precisando nos enviem suas dúvidas para que possamos ajudar.

Grande abraço!

Entusiasta Open Source, seu principal foco é ir atrás de ideias novas e torna-las realidade através de soluções simples e eficientes, o menos é mais, e o dividir é multiplicar.

Docker e .Net

Oi pessoal!

Rodar .Net em container? SIM!! é possível, e vamos mostrar hoje como você pode fazer esse ambiente funcionar e testar sua aplicação. Bem, antes de tudo você precisa entender todo o movimento que a Microsoft vem fazendo para que sua linguagem de programação torne-se cada vez mais utilizada pelos desenvolvedores, para isso eles repensaram tudo que já fizeram, e lançaram uma versão do .Net com features muito parecidas como as encontradas em node e ruby on rails, e a batizaram de ASP.NET Core. Conceitualmente o ASP.NET Core é uma plataforma open source de desenvolvimento leve e eficiente para aplicação escritas em .net, veja abaixo uma lista dos principais pontos do asp.net Core:

  • Suporte integrado para criação e utilização de pacotes NuGet;
  • Pipeline de request mais leve e modular;
  • Ambiente configurado para cloud;
  • Suporte a injeção de dependência;
  • Novas ferramentas que facilitam o desenvolvimento web;
  • Capacidade de hospedar o processo no IIS ou em um Self-Host;
  • Suporte para desenvolvimento de aplicação asp.net em Windows, Linux e Mac;
  • Open Source e com comunidade ativa;
  • Todos os pacotes do .Net no NuGet;
  • .Net Core construido com suporte a versionamento side-by-side;
  • Uma unica Stack para Web UI e Web APIs;

Por que a Microsoft vem tomando esse rumo? Simples, para atrair mais pessoas para o seu produto, tendo em vista que as principais linguagens, ou as que mais crescem tem nativas todas essas features, a melhor alternativa para a Microsoft foi mudar a abordagem e atrair pessoas para melhorar seu produto/serviço e claro, isso consolida ainda mais o Windows Azure, fazendo com o desenvolvimento e deploy de Apps em .net torne-se menos doloroso.

Vamos ver isso rodando em um container?

Simples, tendo o Docker instalado (em qualquer host, seja ele Windows, Linux ou Mac), execute:

docker run -it microsoft/dotnet:latest

Dentro do container, você deve criar sua aplicação, de forma parecida com o que ocorre com o ruby on rails, para isso o .net core disponibiliza um utilitário chamado: dotnet, veja:

mkdir app
cd app
dotnet new

O comando dotnet new criará toda a estrutura necessária para rodar uma aplicação hello world básica, ele criará um arquivo chamado project.json com o seguinte código:

{
 "version": "1.0.0-*",
 "compilationOptions": {
 "emitEntryPoint": true
 },
 "dependencies": {
 "Microsoft.NETCore.Runtime": "1.0.1-beta-*",
 "System.IO": "4.0.11-beta-*",
 "System.Console": "4.0.0-beta-*",
 "System.Runtime": "4.0.21-beta-*"
 },
 "frameworks": {
 "dnxcore50": { }
 }
}

Esse arquivo project.json contém as informações de dependência que sua aplicação precisará para rodar, é fundamental que você informe nesse aquivo todos os pacotes que necessita. Nessa mesma estrutura será criado um arquivo chamado Program.cs com este código:

using System;
namespace ConsoleApplication
{
 public class Program
 {
 public static void Main(string[] args)
 {
 Console.WriteLine("Hello World!");
 }
 }
}

Agora basta realizar a instalação das dependências:

dotnet restore

E pronto, sua aplicação estará pronta para rodar, basta executar o comando:

dotnet run

 Fácil certo? E é possível deixar ainda mais fácil, para isso, basta criar Dockerfile e gerar uma imagem com esse ambiente:

FROM microsoft/dotnet:latest
RUN mkdir /app
WORKDIR /app
RUN ["dotnet", "new"]
RUN ["dotnet", "restore"] 
ENTRYPOINT ["dotnet", "run"]

Agora crie a imagem: docker build -t myapp .

E crie um container baseado nessa nova imagem: docker run -d myapp , quer ver o que retornou nessa execução? docker logs iddocontainer, ele deverá retornar algo desse tipo: Hello World!.

É claro que você pode aprimorar esse ambiente, principalmente se quiser rodar uma aplicação web, mas esse ambiente básico já serve como inicio para seus testes ;).

Gostou? Então nos ajude divulgando o mundodocker.com.br, grande abraço!

Entusiasta Open Source, seu principal foco é ir atrás de ideias novas e torna-las realidade através de soluções simples e eficientes, o menos é mais, e o dividir é multiplicar.